Wednesday, June 28, 2017

Como seria o campeonato de F1 de 1974 com a pontuação atual

Não é preciso ser Pascal para calcular que o número total de pontos na F1 é, atualmente, uma estatística que não vale absolutamente nada. Vejamos, Fangio obteve suas 24 vitórias numa época em que uma vitória rendia 8 pontos. Ou seja, somou meros 192 pontos com suas vitórias, quease os pontos que Vettel já obteve nesta temporada, obtendo três triunfos.
Para que a estatística volte a valer algo, seria necessário recalcular a pontuação de todos os campeonatos, de acordo com o sistema atual, ou usar o sistema 9-6-4-3-2-1, que foi usado durante mais tempo na F1. Parece-me claro que a validade deste parâmetro só existe com algum tipo de pontuação harmonizada.
Resolvi recalcular a pontuação da temporada em que houve o maior número de participantes até hoje, 1974, e pelos meus cálculos, e um dos maiores números de construtores (18 na minha contagem mental), além de diversos pilotos particulares.
Não fiquei muito surpreso que não houve grandes mudanças nas primeiras colocações, exceto, que Ronnie Peterson teria sido o quarto colocado, em vez de Niki Lauda. A grande diferença se deu no número de pilotos que teriam pontuado, ao todo, 33, inclusive alguns que nunca pontuaram antes, nem depois. Isto se explica facilmente - na época, além de as equipes trocarem de pilotos frequentemente, os carros ponteiros quebravam, deixando as posições intermediárias para pilotos e carros de menor pedigrê.

Ou seja, usando o sistema atual, Tim Schenken teria pontuado duas vezes com o fraco Trojan. Graham Hill teria marcado pontos diversas vezes. Tom Belso, Helmut Koinigg, Dieter Quester, Guy Edwards, Rikki Von Opel e David Hobbs teriam marcado pontos. Até Chris Amon teria obtido 2 pontinhos com a BRM.
Eis aqui o resultado do campeonato de 1974 com a pontuação atual
1. Emerson Fittipaldi 182
2. Clay Regazzoni, 173
3. Jody Scheckter, 152
4. Ronnie Peterson, 115
5. Niki Lauda, 114
6. Carlos Reutemann, 112
7. Denis Hulme, 91
8. Patrick Depailler, 78
9. Mike Hailwood, 63
10. James Hunt, 60
11. Jacky Ickx, 50
12. Carlos Pace, 46
13. John Watson, 42
14. Jean Pierre Beltoise, 40
15. Jean Pierre Jarier, 34
16. Graham Hill e Hans Stuck, 28
18. Arturo Merzario, 22
19. Vittorio Brambilla e Tom Pryce, 13
21. Guy Edwards 10
22. David Hobbs, 8
23. Mario Andretti, Jochen Mass, Brian Redman, 6
26. Howden Ganley, Tom Belso, Rikki Von Opel, 4
29. Henri Pescarolo, 3
30. Tim Schenken, Dieter Quester, Chris Amon, 2
33. Helmut Koinigg, 1
Carlos de Paula é tradutor e historiador de automobilismo baseado em Miami

No comments:

Post a Comment